BANDA DE MÚSICA / Maestro


José Manuel Oliveira Marques

Iniciou os seus estudos musicais, por incentivo do pai, aos 10 anos, na Escola da Sociedade Filarmónica Vizelense, tendo como professor, Manuel Joaquim Ferreira da Costa. Como trombonista, fez parte de vários grupos de música de câmara, entre eles um quinteto de metais que participou no concurso da juventude musical portuguesa em 1988, tendo vencido a eliminatória do distrito de Braga e sido apurado para a final nacional em Lisboa. Gravou um CD e um single com um projeto de temas originais, grupo pop-rock, MLJ4, que contou com concertos por todo o país assim como participações em diversos programas de canais canais televisivos Portugueses. Participou num estágio com a orquestra Nova Filarmonia Portuguesa em 1990. Membro integrante da Banda da Sociedade Filarmónica Vizelense até 2000, chegou a incorporar esporadicamente outras bandas filarmónicas do norte do país, sob a batuta de vários maestros. O seu primeiro curso de Direção data de 1990 e foi feito com os maestros Aurélio Pinho, Agostinho Caineta, Silva Dionísio, Luís Rego, entre outros. Posteriormente participou em variadíssimos cursos, masterclasses, workshops e seminários de Direção, em Portugal e na Europa onde tomou contacto com escolas nacionais e internacionais e maestros, dos quais se destacam os professores George Hurst, Robert Houlihan e António Saiote. Frequentou o curso de direção de orquestra de Canford, Inglaterra, com o Maestro George Hurst, Assistido pelos maestros Rodolfo Saglimbeni, Denise Ham e Robert Houlihan. É maestro da Banda de Música, da Sociedade Filarmónica Vizelense, desde 2000. Lecionou ainda, na Academia de Música desta associação, a classe de trombone durante 10 anos. Fundou e dirigiu a Orquestra Ligeira de Vizela da S. F. V. de 2000 até 2010. Sob a sua orientação, a Banda da Sociedade Filarmónica Vizelense conta com dezenas de atuações anuais por todo o país e com as primeiras participações internacionais. Dirigiu a banda nos seus dois únicos trabalhos discográficos, “Chicória”, editado em 2007, e “Murmúrios do Vizela” em 2011, ambas compostas com obras exclusivamente do compositor vizelense Joaquim da Costa Chicória, as exceções são a gravação do Hino de Vizela do compositor Manuel Ribeiro da Silva, em versão instrumental e Coral. Frequentou, de 2006 a 2010, o Curso Livre de Direção de Orquestra na Escola Superior de Música e das Artes do Espectáculo do Porto, com o professor António Saiote, que continua a ser seu orientador na arte da direção de orquestra.
Paralelamente e desde 2006 frequenta masterclasses, bem como vários cursos de direção de orquestra em Portugal e no Reino Unido, designadamente com o Maestro George Hurst na Royal Academy of Music, Londres, e com a professora Denise Ham. Membro da Comissão Instaladora da Escola Oficial de Música de Vizela, em 2009, da qual é atualmente diretor pedagógico em forma colegial. É licenciado em Música, curso de Ciências Musicais pela Universidade do Minho. Possui Pós-graduação em Ópera e Estudos Músico Teatrais, Especialização de direção de orquestra, pela Escola Superior de Música e das Artes do Espetáculo. É Mestrando em música, vertente ensino de música na Universidade do Minho.